Mudei de País e não mudei de vida. E agora?

Vivemos o período das expectativas. Vida nova. País novo. Claro que os desafios serão imensos. As incertezas também. Porém, decidimos começar algo novo. Após a fase da euforia, de ajuste da família, os filhos na escola, o marido já trabalhando… tudo certo? Nem tanto! Por que continuamos a sofrer as emoções de abandono, de inadequação e de profunda infelicidade?

Nós, mulheres, tendencialmente equacionamos todos os problemas de todos! Menos os nossos! Porque levamos “o mundo nas costas” e entendemos as nossas emoções, projetos, sonhos como secundários. A nossa prioridade são sempre os outros. Entretanto, enquanto estávamos em nossa Zona de Acomodação, a nossa vida emocional estava sob controle, não é? Quando houve a mudança de país novos paradigmas apareceram. E agora? O que fazer?

O seu subconsciente detecta as novidades como um ambiente hostil e entende que você pode está em perigo. Dai o choro, a tristeza, passam a fazer parte deste seu novo momento. No entanto, os “outros “- marido, filhos – parecem “normais”! Então, a “anormal” é você! E ai começa também a culpa por sentir-se “diferente”, as mágoas por perceber que “ninguém preocupa-se com você”, a angústia, o estresse, o cansaço…quantas emoções dissonantes você está a produzir! Uma quantidade excessiva de hormónios de proteção – cortisol, adrenalina, noraadrenalina – inundam seu corpo provocando os comportamentos correspondentes. Imagine o que você está a fazer consigo mesma!

Sabe o que aconteceu? Você literalmente cuidou de tudo, de todos e esqueceu de você! Porém, no momento em que você percebe o que de fato está a acontecer começa o seu processo de autoconhecimento. O que eu sugiro: não tenha medo! Aprofunde-se nestas emoções, sensações, perceba-se. Olhe-se como este ser maravilhoso que tem sempre a solução para todos. Então, você não é incapaz, menor ou inadequada.

O foco é que está invertido. É hora de trazer a luz para dentro de você mesma! Esta é a virada de chave que liberta-nos das emoções dissonantes. Perceba-se como vitoriosa e não mais a guerreira!

Retire de si a ideia de “matar um leão por dia” que, provavelmente, você comunica a você mesma, com esta quantidade imensa de tarefas. Diga não à luta! Diga sim a harmonia que você poderá desenvolver a partir de agora. Traga para si a autorresponsabilidade pelo que sente e pelo que vive.

Escolha uma situação em relação a você mesma que a incomoda. Por exemplo: como está o seu visual? O que mudou desde que você chegou aqui? Como você tem comunicado a sua imagem? Provavelmente, ela reflete o que está dentro de você…sinta conscientemente o que você gostaria de comunicar a você mesma sobre você. Mude o batom, o corte de cabelo, a roupa…imagine-se como gostaria de SER agora. Quem você é agora? Vivencie esta criação emocionalmente!!!! Somente isto por hoje. Agora, viva esta semana como você GOSTARIA de SER. Anote as sensações e os retornos que você teve com esta comunicação!

A Mentoria Feminina Caminho das Estrelas ajuda a você a equilibrar-se para atingir os seus objetivos específicos. Use a experiência e o conhecimento de quem já tirou de letras os grandes desafios da vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s