Poder Feminino: onde ele está?

Há quem acredite comodamente que nós mulheres nascemos para suportar, para sofrer, para espiar pecados. Há quem afirme categoricamente que a “culpa” é do bispo, do governo, do marido, de qualquer ser do sexo masculino…e assim caminha a humanidade.

A mulher, fêmea, responsável pela maternidade, acalenta em seu ninho-útero, quem cresce e reproduz o mesmo sistema de crenças que a aprisiona, em um círculo vicioso. As crenças limitadoras que a limita, traz-na em cabresto ideológico e físico, mantendo-na em constante sub missão de vida – como se fosse genético e hereditário. E há “ciência” que justifique!

O que você vê e vive conscientemente muda quem você é!

Há interação e interface entre o ambiente e a nossa biologia. Mães e pais são como “engenheiros genéticos”, numa expressão feliz de Bruce Lipton. Os nossos filtros ou crenças, selecionam a percepção do ambiente e do tempo no qual vivemos. Desta forma, a infalibilidade do modelo que mulher nasceu com uma carga de peso específica, relativa-se.

Nós criamos a nossa realidade, nosso destino e futuro inclusive de nossa descendência! Qual a sua decisão AGORA sobre a sua vida? O que você quer ser?

Eu afirmo sempre que a mulher é o SER da Inteligência Emocional por excelência. Do mesmo modo que foi desenvolvido no ser masculino a força física fundamental para o que chegássemos até aqui. A capacidade intrínseca da mulher, de desempenhar vários papeis simultaneamente nos torna seres fantásticas! Se assim é, porque nos permitimos sofrer? Que aceitemos que nos “façam” mal com a força ou com as palavras? Porque nos “culpamos” por resultados de outros sejam chefes, colaboradores, filhos, pais, amigas, maridos, etc? O que nos leva a aceitar como verdade que não merecemos, não podemos, não somos capazes? Sugiro este pequeno teste para saber exatamente qual o seu lugar, hoje, na sua vida. Responda sinceramente estas perguntas e acrescente outras. Comece a tirar os véus que escondem o seu Poder Feminino.

Acredito que à mulher compete uma missão muito maior e menos dolorosa do que ela imagina e pratica. A primeira é perceber que o Poder reside muito mais no SER do que no TER. Ser essência. Ser feliz. Ser congruente. Coadunar e tornar coerente a sua vida. Assumir a responsabilidade por sua felicidade, entendendo que somente quando ela traz para si a missão de ser feliz ela conseguirá equilibrar o que ela é – ser da vida – com o que ela tem, a partir de suas ações (faz).

Este é o verdadeiro Poder Feminino. Não é difícil e muito menos longe do nosso alcance. O primeiro passo é tornar consciente e estratégico as Escolhas e compreender que tudo tem um preço a ser pago. Qual que está disposta a pagar por sua felicidade? Às vezes é literalmente jogar tudo para alto. Outras é equilibrar. Quem sabe é descobrir ou reencontrar o seu propósito de vida. O que eu digo: você é poderosa! Assuma!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s